segunda-feira, outubro 04, 2010

Campeonato de Haia 2010-2011 e BTT


Fim de semana foi bem desportivo. No sábado (dia 03 de Outubro) corremos a primeira prova desta época ( 2010/2011) do campeonato de Haia de Estrada, e no domingo ( dia 04 de Outubro) com mais 3 colegas do meu clube, fomos até Bergschenhoek ( perto de Rotterdam), fazer um circuito de 15 km de BTT.

A prova de estrada de Haia, ( organizado pelo HaagAtletiek) é um circuíto de 10 km entre a pista e as dunas, com 5km cada volta.

O dia estava muito agradável ( 22 graus para esta época do ano é muito bom), o vento não era muito intenso, mas sentia-se o ar com muita humidade.

A grande dificulade deste circuíto é entre o 3° km e depois por volta do 7° km, em que existe uma subida longa com alguma acentuação, mas de resto é tudo plano. Também tem uma beleza, natural pois é nas dunas, com muitas àrvores , que com o outono começam a cair as folhas, dando um colorido muito bonito com os altletas a fazerem a prova.

A Amélia está a entrar na forma dela, pois já comea e estar num ritmo muito melhor e quase poderemos dizer que os azares das lesões já lá vão. Agora lentamente é ganhar mais ritmo. Fêz a prova de uma forma bem relaxante, sem esforçar e dividindo o esforço constante na corrida. No final 56 :04, o que consideramos excelente, pois não se pode esperar mais neste momento. Entre 218 atletas ficou em 196ª

Eu estou numa faze de preparação, com vista à ½ maratona de Bruxelas no próximo fim de semana, e senti-me muito bem. A dosagem de esforço foi bom, aos 5km tinha 22 :40, o que dava uma média de cerca 4 :30 min/km. Na 2a volta na subida foi mais lenta, mas depois aumentei o ritmo nos últimos 3 km e no final tinha 44 :56. Entre os 218 atletas fiquei em 80° .

No domingo ( dia 03), com um sol radiante, e com mais 3 colegas do meu clube fomos até perto de Rotterdam no parque de actividades desportivas Rottemeren, fazer um percurso de BTT. Cerca de 1 hora e meia num sobe desce constante, entre bosque, campos, canais, entre carreirinhos e um terreno muito irregular, com cada volta cerca de 7,5 km.

Foi uma manhã bem passada, em contacto com a natureza, fazendo um desporto que eu também gosto muito de fazer.

Foi a 1a vêz que lá fomos, mas ficamos entusiasmados, para lá voltar mais algumas vezes, quando se proporcionar no nosso calendário de provas.




5 comentários:

joaquim adelino disse...

Foi um bom fim de Semana amigo Xavier, faz bem em complementar a corrida com a bicicleta, não é uma prática comum da minha parte mas existem muitos amigos por aqui que não dispensam também essa vertente do treino.
Uma saudação também para a Amélia e que prossiga com a calma necessária pois daqui a pouco regressará à sua melhor forma.
Abraços.

Vitor Veloso disse...

Olá Amigos,
Excelente fim-de-semana.
Sábado, na prova de corrida estiveram muito bem, boa forma física. Vê-se a bons olhos que Amélia esta de volta, parabéns.
No domingo bicicleta, eu bem tento dar umas voltinhas mas não tenho muito tempo disponível para tal, tenho a bicicleta "apodrecer".
Boa semana.
bjs e abraço
Vítor e família

luis mota disse...

Olá Xavier e Amélia!
Um bom fim-de-semana desportivo em início de época desportiva.
Eu também gosto de treinar de bicicleta (ainda hoje fiz 31km) e é um bom complemento para quem corre.
Parece que vamos ter um novo Maratonista em Abril… Força!
Um grande abraço para vós. Amanhã vou a Ovar fazer uma Meia Maratona e espero encontrar os Amigos do Norte de Portugal por lá.

Fábio Pio Dias disse...

Olá "grande "Xavier,

Espectáculo, é como se pode defenir o vosso fim de semana, bem preenchido com actividades desportivas.

O desejo de excelente participação na Meia Maratona de Bruxelas.

Um forte abraço!

Paula Pinto disse...

Boa noite Xavier e Amélia

Antes de mais, "Parabéns"! Sobretudo à Amélia, pois pelo que li, está a recuperar a sua excelente forma. Do Xavier nem se fala:-)

Ao ver as fotos, só me fez lembrar Sintra de tão verde que é...

Desejo de recuperação total à Amélia e boas corridas (e treinos) para os dois, na terra (e fora dela) do queijo esburacado.

Beijinhos cá do canteirito à beira -mar plantado (pasmado, é mais adequado à situação actual)